Como sua oficina deve realizar a manutenção dos carros elétricos

Conteúdo

Nos últimos anos, houve um aumento significativo na circulação de carros elétricos no Brasil. A disponibilidade de modelos tem crescido e os preços estão se tornando mais acessíveis. Muitos compradores estão buscando economizar nos custos de manutenção e nos altos preços dos combustíveis. Além disso, os veículos elétricos são apreciados pelas vantagens a longo prazo, como a ausência de emissões de CO2 e poluentes, a condução silenciosa e o conforto. E uma vantagem adicional é a simplicidade da manutenção desses veículos.

Cuidados com a manutenção da bateria dos carros elétricos

Quando se trata de carros elétricos, a bateria é um elemento de extrema importância. Essas baterias não são as mesmas usadas em veículos a combustão. Estamos falando da bateria de tração, que tem a função de fornecer energia não apenas para a partida, mas também para os acessórios e outros equipamentos do veículo. As baterias dos carros elétricos não requerem manutenção diária específica, mas possuem uma vida útil geralmente entre 7 e 10 anos. Após esse período, a autonomia em quilômetros tende a ser consideravelmente reduzida.

A substituição da bateria em um carro elétrico é uma operação pontual, que pode exigir um planejamento financeiro considerável. Os custos variam geralmente entre R$ 10.000 e R$ 40.000, a menos que o proprietário tenha um contrato de aluguel da bateria, que inclui a substituição quando ela não é mais eficiente o suficiente. Com os primeiros carros elétricos vendidos no Brasil há mais de 7 anos, alguns proprietários já enfrentaram a necessidade de trocar a bateria de seus veículos, uma manutenção que sempre envolve um custo elevado. As recomendações são as seguintes:

  • A bateria não deve ser exposta a temperaturas extremas, quentes ou frias; 
  • Quando a bateria atingir seu nível máximo, não carregue-a continuamente. 
  • Se o carro não rodar por muito tempo, carregue-o totalmente antes que a carga caia abaixo de 35%.

Manutenção do motor e da transmissão simplificados

No caso dos veículos a combustão, o motor e o sistema de transmissão são complexos e essenciais. No entanto, em um carro elétrico, esses componentes são extremamente simplificados. O motor elétrico é composto por poucas peças e não possui peças sujeitas a desgaste, como juntas de cabeçote, mangueiras ou correias dentadas. Isso significa que há menos elementos para verificar, manter e substituir regularmente, além de um menor risco de falhas no motor. Não é necessário trocar filtros de ar ou combustível a cada troca de óleo, não há necessidade de drenar e substituir o óleo do motor regularmente como nos veículos a combustão, e não há sistema de exaustão para manter.

A transmissão de um carro elétrico é simplificada em comparação com um veículo a combustão. Não há caixa de marcha nem embreagem, sendo composta por uma única engrenagem de redução e um diferencial. Isso resulta em uma manutenção reduzida, geralmente necessária a cada 60.000 a 100.000 km. O sistema de tração como um todo é mais simples e confiável em um carro elétrico, com operações de manutenção menos frequentes e mais econômicas em comparação com veículos a combustão.

Como funciona a manutenção no sistema de freios

Os carros elétricos também proporcionam economia na manutenção do sistema de frenagem, embora possa não ser tão evidente como nos sistemas mencionados anteriormente. A inspeção e manutenção adequada dos freios são essenciais para garantir a segurança, independentemente do veículo. No entanto, as operações de manutenção dos freios em um carro elétrico são menos frequentes e menos substanciais. Isso se deve, em parte, à frenagem mais suave dos carros elétricos, mas também ao design do veículo. Os veículos elétricos utilizam o sistema de frenagem regenerativa antes de recorrer ao sistema de frenagem tradicional. Isso contribui para a economia e durabilidade dos componentes de freio em um carro elétrico.

A frenagem regenerativa dos carros elétricos consiste em utilizar a inversão do motor para desacelerar as rodas, reduzindo a necessidade de intervenção do sistema de freio convencional. Isso traz uma dupla vantagem: reduz o desgaste das pastilhas, discos ou tambores de freio e gera energia que é reutilizada para recarregar a bateria. Como resultado, a substituição de peças de desgaste nos freios é menos frequente em um carro elétrico, tornando a manutenção mais econômica. O controle adequado dos freios é fundamental nesse processo.

Qual a importância da manutenção dos carros eletrificados?

Apesar das diferenças na mecânica, um carro elétrico requer manutenção em diversos elementos comuns a outros tipos de veículos. É importante seguir o programa de controle e manutenção do chassi, carroceria, direção, suspensão, pneus, limpadores de para-brisa e equipamentos de conforto. Embora não haja óleo de motor ou fluido de transmissão, é necessário verificar regularmente os níveis de fluido de freio, líquido de arrefecimento e lavador do para-brisa, e completá-los ou substituí-los conforme necessário.

De preferência a oficinas especializadas em carros elétricos

A manutenção de carros elétricos requer profissionais qualificados devido às tecnologias avançadas e operações realizadas sob alta tensão. O risco de eletrocussão é real, tornando a segurança uma preocupação importante. É altamente recomendado contar com profissionais aprovados para garantir eficiência e segurança. Muitos fabricantes e revendedores oferecem contratos de manutenção que podem incluir a substituição da bateria quando necessário.

A manutenção do carro elétrico é cara?

A manutenção de um carro elétrico é inicialmente mais barata, porém, à medida que o veículo envelhece e é mais utilizado, as revisões e o custo de manutenção se tornam mais frequentes. Enquanto um carro a combustão precisa de revisões a cada 5.000 a 20.000 km, um carro elétrico requer verificação a cada 30.000 km. Embora algumas peças precisem ser substituídas com o tempo, o custo de manutenção de um carro elétrico ainda é menor do que um veículo convencional.

Manutenção de carro elétrico sai mais barato que o carro a combustão?

A manutenção de um carro elétrico é geralmente mais barata do que a manutenção de um veículo a combustão. Estima-se que os gastos com revisões, troca de fluidos, consertos e substituição de peças desgastadas sejam reduzidos em 20 a 40% em um carro elétrico. Além disso, as revisões gerais são recomendadas a cada 30.000 km, em comparação com a média de 15.000 km em carros a gasolina e 20.000 km em carros a etanol. No entanto, os custos exatos podem variar dependendo do modelo e do uso específico do veículo elétrico.

Qual a vida útil da bateria do carro elétrico?

A vida útil de uma bateria de carro elétrico geralmente é estimada entre 8 e 10 anos. Após esse período, a capacidade da bateria pode diminuir, resultando em uma menor autonomia do veículo. No entanto, muitos fabricantes oferecem garantias estendidas para as baterias ou até mesmo a substituição da bateria caso ela atinja um limite de capacidade pré-determinado. Isso garante uma vida útil mais longa e confiável para a bateria do carro elétrico.

Nossos Produtos

Orçamento sem Compromisso

Precisa de Informações?